Semana será marcada por onda de frio; massa polar atinge Sul, Sudeste, Centro-Oeste e parte da região Norte Segunda, 17 de julho de 2017.

17072017 frio prefCanoasUma forte massa de ar polar vinda da Argentina vai derrubar novamente as temperaturas a partir desta segunda-feira, 17 de julho. O Rio Grande do Sul e Santa Catarina são os Estados com a previsão de maiores quedas, com possibilidade de temperaturas negativas, geada e até neve. As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Os Estados da região Sul também devem enfrentar ventos fortes e risco de mar agitado. Até agora, a menor temperatura registrada no Brasil em 2017 foi de -5,7ºC em Bom Jardim da Serra, em Santa Catarina, no dia 26 de junho.

Destaca-se, no entanto, que esse ar frio vai se deslocar pelo país durante os próximos dias, derrubando as temperaturas na região Sudeste e atingindo também Estados como Amazonas, Acre, Rondônia e Mato Grosso do Sul e grande parte de Mato Grosso.

O frio intenso começou neste domingo, 16, no centro-norte e no leste da Argentina e do Uruguai. Em seguida, a massa avançou sobre o Paraguai e a Bolívia até chegar ao Brasil. O Instituto aponta que essa massa de ar polar poderá ficar mais forte a agir sobre a América do Sul neste ano.

Alerta CNM
A Confederação Nacional de Municípios (CNM) orienta que, de acordo com a Defesa Civil do Estado de Santa Catarina, há grande preocupação são com os moradores de ruas. As cidades, principalmente aquelas que estão passando por um inverno mais rigoroso e que possuem casas de acolhimento, devem redobrar a atenção com as pessoas sem moradia, uma vez que ficam mais expostas às condições extremas causadas pelas baixas temperaturas. Nessas condições, elas podem sofrer com doenças respiratórias mais severas e até mesmo vir a óbito causado pela hipotermia.

Agência CNM, com informações do G1 e do Inmet

Voltar