Vendaval causa danos em dois Municípios gaúchos; CNM acompanha situação Terça, 12 de junho de 2018.

santa catarinaNa madrugada desta terça-feira, 12 de junho, um vendaval atingiu os Municípios gaúchos de Tapejara e Coxilha e deixou um rastro de destruição. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) acompanha de perto a situação nas cidades afetadas e orienta os gestores em relação à necessidade de solicitar à União recursos financeiros para execução de obras emergenciais de recuperação e reconstrução das áreas destruídas e danificadas.

O evento climático assustou os moradores de Tapejara das comunidades de Vila Lângaro, Água Santa de Charrua. Além disso, foram afetados moradores de Engenho Grande, Campo Redondo, Rincão do Campo e Faxinal, no Município de Coxilha. Nessas regiões, foram registrados destelhamento de casas e de galpões; queda de árvores e de postes de energia, danos às lavouras, acúmulo de entulhos e tombamentos de caminhões.

Segundo a Defesa Civil local, apenas um caminhoneiro foi levado ao hospital com ferimentos leves.Por sua vez, a Defesa Civil do Estado informou que os Municípios ainda estão realizando levantamento de danos e prejuízos causados nas localidades atingidas para verificar a necessidade de decretação de situação de emergência.

Ações Emergenciais

O Corpo de Bombeiros e a defesa civil estadual estão nos Municípios prestando auxilio às prefeituras, coletando dados e vistoriando terrenos. A CNM tem acompanhado os desastres em todo país e destaca ações importantes a serem seguidas por todos gestores que estejam em situações de anormalidade. Informações e dúvidas podem ser esclarecidas pela área técnica de Defesa Civil da entidade pelo telefone (61) 21016659.

Voltar