Site disponibiliza infográfico dos Municípios com informações dos desastres naturais Terça, 23 de outubro de 2018.

Arte CNMInfográficos com dados de Estado de Calamidade Pública (ECP) e Situação de Emergência (SE) dos Municípios podem ser facilmente acessados no site da Confederação de Municípios (CNM). Para auxiliar os gestores municipais com iniciativas de prevenção e enfrentamento, a entidade municipalista disponibilizou mapa individualizado com informações de cada localidade, na aba Municípios, na capa do portal institucional, acima no banner das campanhas.

O presidente da CNM, Glademir Aroldi, tem alertado que o principal problema do país em relação aos recorrentes decretos de anormalidades é o baixo investimento financeiro e humana em prevenção. “Nos últimos cinco anos, a gente teve um prejuízo de R$ 244 bilhões, e nestes mesmo cinco anos o investimento para recuperação de desastres foi na ordem de R$ 5 bilhões e apenas R$ 500 milhões investidos em prevenção”, disse o líder municipalistas em entrevista a diversos jornais.

Como o Ente municipal é o mais afetado por desastres naturais, conforme alerta Aroldi, a CNM criou os mapas, que serão atualizados anualmente. “O infográfico é mais uma ferramenta da CNM com o objetivo de divulgar dados quanto aos eventos negativos causados por desastres em nossos Municípios”, explica o técnico de Proteção e Defesa Civil, Johnny Amorim Liberato. De acordo com ele, as informações podem orientar e auxiliar os gestores locais para executar ações de gestão de riscos e prevenção de desastres.

As ações locais, segundo expõe Liberato, podem minimizar a vulnerabilidade, principalmente, da população e comunidade que moram em áreas de riscos com infraestrutura precária, tornando-as mais preparadas e resilientes no enfrentamento dos problemas causados por desastres. Ao acessar o infográfico, o gestor pode ter acesso as suas informações de Tratamento e abastecimento de água; produção e distribuição de energia elétrica, gás e combustíveis.

Também é possível encontrar informações de assistência médica e hospitalar; distribuição e comercialização de medicamentos e alimentos; transporte coletivo; captação e tratamento de esgoto e lixo; telecomunicações; e segurança pública. Além disso, a página on-line também apresenta o conceito de SE e ECP, e a importância do reconhecimento federal para comprovar a veracidade dos efeitos adversos e a necessidade de apoio da União.

Por: Raquel Montalvão
Foto: Arte CNM
Da Agência CNM de Notícias

Voltar