Frio provoca prejuízos de R$ 109 mi aos Municípios entre 2017 e 2021; confira o levantamento da CNM Quinta, 07 de outubro de 2021.

Foto: Prefeitura de Serafina CorreaEntre 2017 a 2021, as geadas e o frio intenso provocaram um prejuízo de quase R$ 109 milhões aos Municípios afetados. Só no setor agrícola, essa perda representou cerca de R$ 75,4 milhões, ou seja, 69,2% do total dos prejuízos. A informação faz parte do levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) divulgado nesta quinta-feira, 7 de outubro. A publicação completa pode ser acessada na Biblioteca Virtual da entidade.

O estudo elaborado pela área de Defesa Civil da CNM levou em consideração as informações da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério do Desenvolvimento Regional (Sedec/MDR) que registrou 131 decretações decorrentes das geadas e do frio. De acordo com a Sedec, cerca de 73 mil pessoas foram afetadas.

O inverno de 2021 foi considerado pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) um dos mais severos dos últimos 4 anos. Em decorrência dos problemas causados por uma massa de ar polar que provocou a queda acentuada das temperaturas em vários Estados brasileiros na estação de inverno, entre os meses de junho a agosto de 2021.

A CNM explica que geada é um fenômeno da natureza que ocorre quando se formam camadas finas de gelo sobre as plantas ou outras superfícies lisas, como vidros de janelas. Os períodos mais comuns de ocorrência são o inverno ou o outono, quando as temperaturas estão mais baixas.

Dicas e recomendações CNM
No estudo, a CNM também divulgou dicas e recomendações para os gestores municipais para minimizar os efeitos negativos causados por este tipo de desastres, como por exemplo:

  • promover campanhas sociais que visem disponibilizar o devido suporte de alimentação, abrigamento e vestimentas às pessoas em situação de rua;
  • evitar ficar por muito tempo exposto a um ambiente frio;
  • manter-se hidratado, mesmo se sentir menos sede, para evitar ressecamento de pele e lábios por causa do ar frio; e entre outros.

 

Foto: Prefeitura de Serafina Correa


Da Agência CNM de Notícias

Voltar